Dieta dos pontos

Dieta dos pontos – Como fazer e como funciona

Todos os dias quando abrimos um tabloide de notícias nos deparamos com nova dieta dos pontos sendo lançada por médicos revolucionários ou “importadas” pelas celebridades. As pessoas realmente têm a tendência de se espelhar em ídolos e seguir suas receitas para manter a forma e o corpo perfeito. Nessa luta contra a balança, vale de tudo.

Mas toda essa preocupação não tem mais o foco apenas na imagem, mas sim na saúde e bem estar que deixamos de lado com a vida atribulada que levamos hoje.

Pesquisas apontam que o Brasil está seguindo o mesmo rumo que os Estados Unidos e o Reino Unido, e em breve será obrigado a tomar as mesmas medidas contra a obesidade. Nestes países a população se acomodou e acostumou tanto com a alimentação pronta e processada, que praticamente desaprenderam a cozinhar.

A indústria alimentícia a as grandes redes de fast food também contribuíram para esse quadro preocupante, já que um lanche é muito mais barato do que comprar alimentos frescos.
Frente a esta situação, médicos, nutricionistas e preparadores físicos todos os dias criam novas dietas para auxiliar a população na melhoria do seu quadro.
Uma das dietas que tem obtido bons resultados com seus seguidores e gerado muitas notícias é a dieta dos pontos, que veio para substituir a cansativa contagem de calorias.

topo-dieta-principal

Dieta dos Pontos

Nesta dieta você poderá comer de tudo – exceto alimentos que contenham gordura trans – apenas convertendo as calorias em pontos. Cada ponto equivale a 3,6 calorias. Desta forma
seu cardápio não ficará restrito à alguns alimentos e a contagem será simplificada.

A gordura trans é proibida neste cardápio de dieta dos pontos por se tratar da mais nociva para o organismo, além de ser a maior responsável pelo acúmulo de gordura abdominal.

Na versão mais atual da dieta ainda houve a substituição dos carboidratos simples e refinados pelas versões integrais. A digestão deste tipo de alimento é mais demorada, portanto nos sentimos saciados por mais tempo.

A maior vantagem desse sistema de pontos é que você poderá fazer substituições quando sentir que cometeu alguns exageros e sem fugir da dieta.

Para facilitar a perda a peso, esta dieta aconselha que o consumo máximo diário fique dentro de 320 pontos, o que equivale à cerca de 1200 calorias.

As listas com os alimentos, quantidade e o equivalente em pontos podem ser facilmente encontradas na internet e você pode dividir seu consumo da seguinte forma:

Entre 160 e 170 pontos para carboidratos (pães, massas, cereais e aqui também entrarão verduras, legumes e frutas);
35 a 50 pontos para as proteínas (carnes, ovos, laticínios e derivados – dê preferência às proteínas magras);
cerca de 100 pontos para gorduras (azeite, manteiga e castanhas – lembrando-se das gorduras embutidas nos outros alimentos).

Benefícios

  • Maior facilidade na adaptação já que não existe restrição de alimentos;
  • Facilita as substituições quando cometemos exageros;
  • Mantem o equilíbrio de nutrientes;
  • Elimina a maior vilã do organismo, a gordura trans;

Malefícios

o Sem restrições, pessoas com hábitos alimentares não muito saudáveis podem não se sentir motivadas a mudar;

Dicas

Se acontecer de extrapolar os pontos do dia, compense no dia seguinteA contagem de pontos também pode ser feita semanalmente, facilitando sua distribuição e compensação;

Mantenha o foco na dieta dos pontos durante os finais de semana;

Lembre-se que o ganho de peso leva tempo para acontecer e está relacionado com o consumo exagerado à longo prazo;

Opte por alimentos com calorias reduzidas nas versões light e diet

Essa prática deixará respaldo para que possa aumentar um pouco a porção se mantendo dentro da pontuação diária;

Já utilizou dessa dieta ? Funcionou ? Que tal dar sua opinião aos amigos leitores. Comente!

Deixe um comentário